Make your own free website on Tripod.com
 
Carta a um jovem ator (River Phoenix)
Milton Nascimento 
Se um dia a gente se encontrar
e eu confessar
que vi um filme tantas vezes
para desvendar os olhos teus
E se a gente se falar
contar as coisas que viveu
o que esperamos do amanhã
será que pode acontecer?
Pois, paralelo ao personagem, 
eu quis saber mesmo é de ti

Queria que fosses feliz
uma água calma a inundar
a sua margem de carinho
um peito aberto a quem chegar 

Como o teu nome, diferente
Uma paisagem nos induz
Uma paisagem de inocência
Mas que se sabe e que se conduz

Conduz agora este momento
O pensamento e os olhos meus
brilhando de emoção e grato
alguém que só te conheceu
num filme que viu tantas vezes
que este poema escreveu

If someday we meet each other
and I confess
I saw a movie many times
to unmask your eyes
And if we talk
tell the things that lived
what we expect of tomorrow
Can it happen?
Therefore, parallel the character,
I really wanted to know about you

Id like you were happy
a calm water to flood
your bank of concern
an open chest to arrive

With your name, different
A scenery persuade us
A scenery of innocence
But that know and conduct

Conduct now this moment
The thought and my eyes
shining of emotion and grateful
someone who only knew you
in a movie that he saw many times
that wrote this poem